Livro

Entrevista no Portal G1

MÃÃÃÃÃE, TO NA GLOBO! Quem me acompanha nas redes sociais já devem ter visto por aí a minha alegria e animação, comemorando a entrevista que saiu no Portal G1 sobre o livro ”Não se Apega, não”, da Isabela Freitas. No final de setembro fui convidada para participar dessa entrevista com as fãs do livro, e claro que eu aceitei na hora. O encontro aconteceu no Starbucks na Avenida Paulista numa sexta-feira de muita chuva, trânsito e caos em São Paulo, mas nada estragou a ansiedade das meninas que também estavam comigo para dar entrevista. (obrigada aos pais que acompanharam e tiveram paciência para andar na chuva, em especial a minha irmã e meu pai ♥)

entrevista

 Claro que tirei um print da tela pra sempre olhar e me sentir feliz por estar no site da Globo hahahaha

Encontro das Bebeletes, a partir da esquerda, em sentido horário: Isabella Prado, 20; Marcela Manjack, 18; Stephani, 17; Natália Ramos, 14;  Rafaélla Mantovani, 15; e Janaina Capel

Isabella Prado, 20; Marcela Manjack, 18; Sthefani Monteiro (eu), 17; Natália Ramos, 14; Rafaélla Mantovani, 15; Janaina Capel, 21.

Todas nós somos fãs do livro da Isabela Freitas, e de alguma forma o livro mudou nossa vida, não só não forma de pensar, mas também como agir em diversas situações. ”Isabella Prado, 20 anos, diz ter encontrado um livro que a ajudou a enfrentar “uma depressão muito grave” e a anorexia. Marcela Manjak, 18, conta que conseguiu superar um fim de namoro. Já Sthefani Monteiro, 17, se deu conta de que tinha roupas demais e resolveu fazer uma grande doação. São desfechos diferentes para histórias que têm uma origem comum: o best-seller “Não se apega, não”, de Isabela Freitas.” (Portal G1)

freitas

A Isa ficou sabendo da entrevista, e até colocou nossa foto no instagram e no twitter dela *-*

IMG_3615

Foto do look escolhido para a entrevista:

IMG_3574

Espero que vocês tenham gostado, e pra quem quiser conhecer mais sobre o livro, leia a resenha aqui. E pra conferir toda a matéria no site, CLICA AQUIDesapegue de tudo que não vale a pena

NÃO SE APEGA, NÃO

Hoje eu trouxe pra vocês assunto novo aqui no blog, a primeira resenha de livro! Pensem em uma pessoa que estava looouca pra ler: era eu! Me identifiquei muito com algumas frases, e acredito que todas as meninas que compraram o livro, estavam ansiosas para que chegasse ao fim e saber o que realmente acontece na história.. E claro, muitas se identificaram com as histórias narradas em alguma situação. E vamos ao livro:

ok- (11)

Isabela é uma estudante de 22 anos da faculdade de Direito, que inicia o livro largando seu ex-namorado Gustavo, com quem namorou durante 2 anos. Ninguém acreditou que ela tomara tal atitude, pois o casal era aparentemente perfeito. Aparentemente. Pois segundo a personagem, Gustavo estava a sufocando com tanto ciúmes e isto estava a fazendo mal, e precisava desapegar. Por trás desse casal perfeito, existia uma Isabela infeliz que resolveu dar a volta por cima na vida, disposta a assumir as consequências de ficar sozinha. E com isso, Isabela tem que resistir ao encanto do primo gato, do vizinho do melhor amigo e das baladas sertaneja.

oi- (18)

Spoiler: Todos os capítulos começam e terminam com alguma frase que te faz refletir. O livro já começa com uma lista com regras do desapego, e a Isabela gravou 20 vídeos pequenos falando sobre cada regra, e eu escolhi a terceira, pra compartilhar com vocês:

E isso nos faz lembrar das pessoas que vamos mantendo amizade, ou até qualquer outro tipo de relacionamento em nossas vidas, só pra tentar se sentir bem, mesmo sabendo que a pessoa não se importa e não dá o valor que você merece. É muito melhor desapegar, do que ficar sofrendo por algo que não tem importância e você pode superar… Assim como nos romances, também temos decepções nas amizades, mas apesar disso, sempre encontramos alguém que muda nossa vida positivamente. Alguém que sempre está com a gente para tudo!

Em uma das passagem do livro, ela descreve da seguinte maneira: O desapego é saber a hora de se despedir de coisas que não tem mais espaço na sua vida.

ok- (23)

Nesse ponto, Isabela começa seus pensamentos de que deve desapegar das coisas que lhe fazem mal, lhe prendem, ou seja, desapego não é desamor, e sim se livrar do que é ruim para a própria pessoa. Além disso, ela deixa claro que para a pessoa ser feliz é necessário Autoconfiança, Amor Próprio, Honestidade e Realização Pessoal. Só assim poderia possuir a felicidade.

Desde quando desapegar é colecionar homens, ou mulheres, igual se fosse um álbum de figurinhas? Desapegar não é ir pra balada e pegar qualquer um. Desapegar é não carregar coisas em sua vida que vão pesar demais na bagagem. É deixar no passado o que é do passado. É não querer reviver momentos que não podem, e nem devem, ser revividos. É pensar em você ao invés de tentar moldar alguém! É deixar ir quando necessário, sem fazer dramas ou cair na balada achando que isso vai resolver.

ok- (27)

Minha amiga, Leticia Ayumi foi na Bienal do Livro que aconteceu aqui em São Paulo e lembrou de mim, ela pegou essa folha com as regras do desapego, achei super fofo: (não sei porque as fotos ficam com qualidade ruim no post, mas é só clicar na foto que dá pra ler tudo)

DSCN3858

10370696_818162438204775_1388403637_n

Gostei bastante do livro por se tratar de um assunto que serve na minha vida pessoal, e tal… São frases lindas e inspiradoras, e a diagramação do livro está perfeita, com páginas vermelhas no início dos capítulos! Recomendo o livro para todos aqueles que querem se desapegar de algo ou alguém. Além de perceber que não estamos sozinhos, temos a inspiração para começar a remover da nossa vida toda e qualquer coisa que nos atrase, reprima e torne nosso coração pesado, então desapegue!

“Você nunca vai ser feliz se não se permitir. Não se apega, não. Desocupe lugares. Incinere o velho para abraçar o novo. O passado só existe em fotografias, as pessoas mudam, o coração cicatriza. Aquele que se recusa a mudar se recusa a ser feliz.” – Isabela Freitas.